quinta-feira, 1 de abril de 2021

Só mais cinco minutos

 


Atrasildos de plantão, impacientes e ETs Bilus que possam estar lendo meu blog, esse deveria ser mais um daqueles posts em que peço desculpas por ter demorado muito tempo para atualizar aqui, mas isso já está se tornando tão comum, que resolvi fazer diferente. O próprio tema do post de hoje é atraso. Aquela sensação gostosa de poder procrastinar "só mais um pouquinho" e depois se desesperar e querer esmurrar o mundo porque não dá mais tempo de chegar na hora certa. Quem nunca passou por isso que atire a primeira pedra. O modo "soneca" do despertador está aí para provar que "aguardar só mais cinco minutinhos" é prática comum entre essa bizonha espécie que formamos, chamada de humanidade.

Queremos tudo que há de bom: felicidade, amor, sucesso, respeito, conforto, riqueza, amizade, gargalhadas... Mas se tiver como ganhar isso de graça, melhor ainda. Queremos direitos, mas vemos os deveres quase como um fardo pesado de se carregar. Muitas pessoas desistem de coisas incríveis simplesmente pelo trabalho que dá tê-las. Já diria o ditado, há quem queira que o mundo acabe em barranco para morrer encostado. 

Claro que conseguir fazer tudo de um jeito fácil seria bastante conveniente, e além, disso, descansar é preciso e muito importante. Porém, vale a pena correr atrás de algumas coisas que serão  boas para a gente. Procrastinar aguardando que algum milagre caia do céu, e ficar reclamando pelos cantos que não se consegue nada, além de ser contraditório, é um saco. 

Eu sei que a gente não deve se desesperar, mas se conselho fosse bom, eu diria para não confiar tanto nos tentadores 5 minutos a mais. Eles se multiplicam e viram 10, 15, 20, 25, 30 e quando você se dá conta foram meses sem atualizar um blog, rs.

Um comentário:

  1. O jeito é sempre deixar o relógio uns 5 ou 10 minutos adiantados, assim nunca estará atrasado de verdade, e se pensar que está, terá uma surpresa positiva.

    ResponderExcluir